terça-feira, 2 de outubro de 2007

Quando esvaecida de mim mesma,
o maior dos meus prazeres
é ver-te as vísceras gritando em sussurros por mim.

Contudo, que jamais
que jamais me falem de amor.
E que isso pareça uma ordem
e não a sina que, de fato, é.

6 comentários:

Veronica disse...

Soubesse como agradeceria a dádiva da tua presença,soubesse,,,tão fácil e tão bom perder-se por aqui...pode tanta beleza ser tão leve?Em Ela pode=)

Rodrigocaem disse...

Ei se você pensar bem...

Fato 1 => Eu amo animais
Fato 2 => Humanos são animais supostamente racionais
Fato 3 => Você é uma humana

Logo... Eu te amo =P rs
Porém nesse caso você tem que dividir esse amor com outros bilhões de animais hehehe ^^

lena casas novas disse...

Versos bem construídos, com muito ritmo.

Bruxinhachellot disse...

Não vos falarei, contudo que ele existe, mesmo que não o conhecemos, existe sim.

Beijos de Sol e de Lua.

­­Misael Roberto disse...

muito boa as suas poesias, eu também tenho um blog, ficaria muito feliz se você o visitasse.

crescer e aprender disse...

Versos perfeitos. Um beijo